Dizem praticamente impossível encontrar uma pessoa que não tenha nenhuma fobia, seja ela das mais simples ou das mais pesadas. Algumas são muito comuns: mede de escuro, de altura, de lugares fechados.

A fobia é um medo persistente e irracional de algo que apresenta pouco ou nenhum perigo real, mas que provoca intensa ansiedade. Uma recente pesquisa realizada nos Estados Unidos mostrou que cerca de 19,2 milhões de americanos (8,7% da população), com idades entre 18 anos ou mais, têm algum tipo de medo extremo.

O Zona Curiosa traz para você as 5 maiores fobias mais comuns no mundo. E aí, vai ler ou tá com medo?

1. Fobia social

A fobia social é uma fobia das relações interpessoais, ou seja, o medo da interação social. Tudo se baseia em um medo extremo de ser julgado ou humilhado por um grupo de pessoas e suas possíveis críticas, o que faz com que o sujeito adote comportamentos de retirada. Portanto, evite ou evite todos os tipos de relacionamentos e eventos sociais.

2. Zoofobia (Medo de animais)

É o medo extremo de animais como baratas, aranhas, borboletas, cobras, cães, etc. As pessoas desenvolvem esta fobia após presenciarem algum trauma, uma mordida ou verem alguém sendo atacado. Normalmente, esta fobia acomete mais mulheres do que os homens. Para tratá-la, muitas vezes o paciente é estimulado a ficar ao lado de algum desses animais para perder o medo.

3. Acrofobia (Medo de altura)

Chamada de acrofobia, a fobia de altura faz com que a pessoa sinta tonturas, náuseas e calafrios quando, por exemplo, olha para baixo do alto de um prédio, podendo até enxergar o prédio mais alto do que ele parece. Pode evitar andar de elevador, sob uma ponte, etc. Isso ocorre também no caso do medo de avião, conhecido como aerofobia, quando a pessoa tem medo de voar ou de acidentes de avião.

4. Claustrofobia (Medo de lugares fechados)

Conhecido como claustrofobia, esse transtorno limita a mobilidade da pessoa e diminui muito sua capacidade de ter acesso a outros lugares, já que provoca um extremo medo de espaços pequenos e fechados. A pessoa então entra em pânico, evitando, por exemplo, entrar em um elevador, andar de metrô, de trem, etc.

 

5. Hemofobia (Medo de sangue, injeções e feridas)

Essa fobia propicia um sentimento de desamparo ao estar, por exemplo, na cadeira de um dentista ou em hospitais, uma vez que a crise de pânico se instala ao ter que tomar uma injeção, ou ver alguém ferido ou com um corte, e sangue aparente. Assim, a pessoa evita locais de saúde e só vai forçada quando está sofrendo com dores insuportáveis.

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *