Muitas história misteriosas envolvendo cadáveres estão espalhadas pelo mundo inteiro, alguns sobre fatos fantasmagóricos e outras apenas sobre ciência e educação. Porém, existem outros relatos que não se encaixam nesses quesitos, e que até o momento estão envolvidos em muito mistério.

Hoje, iremos trazer para você duas histórias reais de cadáveres de pessoas consideradas santas pela igreja católica que ainda não entraram em fase de decomposição, mesmo sendo bem antigos. E a?! Vamos nessa!

Corpos imortais
Só de pensar em uma história dessas dá até pra sentir um frio percorrendo a espinha, não é mesmo?! Mas, deixemos de enrolação e vamos ao que interessa:

Papa João XXIII


Quando o Papa João XXIII morreu, depois de sofrer bastante com um câncer no estômago, ele teve seu corpo colocado em exposição dentro de um caixão de bronze e vidro blindado.

Muitas pessoas, antão, começaram a notar sinais de que seu físico não estava entrando em decomposição, como nos cadáveres normais. E nem estava se deformando, ficava com a aparência natural do Papa ainda em vida.

Diversas teorias passaram a ser levantadas depois do ocorrido, tanto da ciência, quanto dos religiosos e curiosos. A mais relevante seria a que o corpo teria recebido um tipo de tratamento diferencial, com a remoção das bactérias normais da pele, antes do processo de embalsamento religioso dos Papas.

Santa Veronica Giuliani


Ursula Giuliani, seu verdadeiro nome, era uma mulher muito virtuosa e comprometida com a igreja católica, a ponto de chegar a ser considerada uma santa.

Vivendo entre 1660 e 1727, Giuliani tinha muitos aspectos comportamentais, desde jovem, que a caracterizavam como uma mulher santa. Um fato curioso sobre ela seria que tinha marcado pelo corpo figuras que remetiam às cenas da paixão de cristo, como o cálice que Jesus utilizou para beber e a coroa de espinhos, sem fazer nenhuma tatuagem, é claro.

Quando morreu, na sua autópsia foram encontrados alguns objetos minúsculos que também correspondiam aos sinais da crucificação de cristo. Tendo, por fim, como maior enigma o seu próprio corpo que permanece intacto até os dias de hoje.

Fonte: Super Criativo

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *